Bem-vindos

08/12/2016 às 3:06 - Atualizado em 08/12/2016 às 3:06

Iveco Bus resolve o problema de acesso de pessoas especiais às vans lançando uma Daily com banco elevatório e lugares para passageiros comuns

Em momentos de crise sempre surgem soluções que perduram a elas. Mesmo apresentadas como forma de atender a nichos de mercado, muitos produtos contribuem para a evolução da mobilidade. Este é o caso da nova Daily Elevittá, lançada pela Iveco Bus.

A van se destaca por ser a primeira a oferecer espaço para nada menos que três passageiros com necessidades especiais, além de outros 14 passageiros e um motorista, alem de espaço para três cadeiras de rodas, lógico. A 18+1 assim viabiliza um antigo sonho de cadeirantes: o de compartilhar o mesmo espaço com passageiros comuns.

E melhor, o acesso se dá por uma poltrona elevatória com capacidade para até 250 quilos em operação de menos de 30 segundos, enquanto a operação manual ou por elevador comum  requer entre 4 a 6 minutos. A operação pode ser realizada com a poltrona no sentido da marcha ou na transversal.

Humberto Spinetti, diretor de Negócios da Iveco Bus América Latina, diz que a iniciativa foi um pioneirismo da montadora: “Embora a obrigatoriedade de que todos os veículos comerciais de passageiros ofereçam pelo menos um acesso a pessoas especiais em 2020, somos os pioneiros a disponibilizar três entre 17 lugares.”

Eduardo Belopede, especialista nas regras da LBI – Lei Brasileira de Inclusão, a obrigatoriedade oficial a vigir em 2020 está além da pleiteada pelo Inmetro, que estabelece julho de 2017 para isso.

O Daily Minibus Elevittá, foi desenvolvido em parceria com a Aratiba, uma empresa gaúcha desenvolvedora de tecnologia. Gustavo Serizawa, gerente de Marketing Produto Iveco Bus, destaca que a solução foi extensivamente testada e revelou-se altamente produtiva: “Os concorrentes conseguem oferecer um veículo 6+2, enquanto a Elevittá é uma 18+1”, comemora.

Outra situação que reforça a oportunidade do lançamento é o transporte de funcionários industriais, que reúne trabalhadores normais e com necessidades especiais. Outros segmentos ansiosos por uma solução completa do tipo são o de turismo, hoteleiro, transporte escolar, fretamento e locação de veículos.

Um dos diferenciais mais elogiados pelas pessoas com necessidades especiais é o da segurança. “Não ter que ser carregado é algo muito bom, pois nesse caso nunca se sabe se a pessoa pode errar um movimento ou não”, diz Alessandro

A versão atual da Elevittá custa entre 30 a 40% mais que o Daily minibus, mas a meta da Iveco Bus, e a escala de produção é de chegar a uma redução desse valor à metade. “Lançamos um veículo economicamente viável para os empresários do setor e nos antecipamos aos concorrentes”, comemora Spinetti.

Todos os chassis da linha Daily já podem receber a poltrona móvel, mas não é possível instalá-la nas usadas, pois isso requeriria inviáveis desmontagens para instalação de reforços diretamente no chassi.

Em breve, diz Serizawa, devem estar disponíveis novos espaçamentos junto ao atual de 300 mm, com alternativas de 450 mm e 500 mm, talvez mais convenientes para transporte de paraplégicos, que sempre necessitam de ajuda de acompanhantes.

Desenvolvido sobre plataforma do Iveco Daily 50C17 para oferecer o máximo de conforto, segurança e acessibilidade, o Elevittá apresenta o grande diferencial de posicionar a poltrona fora do veículo e numa altura compatível com a da média das cadeiras de rodas.

Assim, na maioria dos casos, as pessoas com necessidades especiais podem adentrar sozinhas ao veículo, o que para eles mesmos é motivo de grande alegria; de não precisar da ajuda de ninguém.

Disponível nas versões Fretamento e Turismo, a Elevittá pode ter capacidade de 15+1 com rodado simples na traseira sobre modelo 45S17 e outra 18+1, sobre a Daily 50C17, com rodado duplo e ideal para o transporte municipal e intermunicipal.

O motor é o F1C, da FPT Industrial, um 3.0 de 16 válvulas com 170 cv de potência máxima e conjugado máximo de 450 Nm, injeção eletrônica Common Rail e sistema EGR, que dispensa a adição de Arla 32 no catalisador.

O pacote de segurança é reforçado com os itens de série ABS – sistema antibloqueio dos freios, EBD – distribuição eletrônica da frenagem e airbag duplo frontal.