Muito mais por m²

06/11/2017 às 10:16 - Atualizado em 06/11/2017 às 10:16

A locação de espaço para operação é um grande negócio e sempre garante ótima localização, instalação rápida das adaptações e infraestrutura bem dimensionada.

Pedro Bartholomeu

A locação de espaço para a instalação de terminais de carga e distribuição é um bom negócio há vários anos em todo o país e sinônimo de segurança, infraestrutura e localização privilegiada a um preço bem mais em conta que a mão de obra de construir, instalar e administrar CDs próprios.

Além desses importantes detalhes está a rapidez de disponibilidade e a flexibilidade obtida no caso de algum contrato deixar de ser renovado ou a empresa mudar de estratégia.
Não é só no Brasil que a pratica tem obtido sucesso, aliás muito pelo contrário. O presidente da GLP no Brasil, Mauro Dias, destaca: “Enquanto o país conta com cerca de 142 milhões de m² de galpões logísticos, apenas a cidade de Chicago, nos EUA, oferece nada menos que 150 milhões de m²”.

Mas essa não é uma má noticia, segundo ele. Significa um gigantesco potencial do país para crescer na área. Tanto assim que a GLP instalou um parque logístico em Guarulhos, SP, um dos maiores sites do Brasil que oferece com uma infraestrutura de 1,2 milhão de m² de terreno e 450 mil m² de potencial construtivo.

Entre 2015 e 2016 foram entregues mais de 2,5 milhões de m², fruto da euforia ilusória dos anos 2010 a 2014. “Em contrapartida este ano serão entregues apenas 500 mil m²”, calcula. Apesar de tudo, a GLP Brasil confirma seu crescimento exponencial e deve alcançar uma receita de R$ 588 milhões este ano, resultado de aluguéis médios de R$ 22,90/m².

Entre os segmentos que mais utilizam a solução estão o farmacêutico, autopeças, automobilístico, operadores logísticos e empresas de comércio eletrônico.

O grande predicado dos parques logísticos são a eficiência e a alta produtividade e economia que produzem. A empresa busca sempre a melhor localização e a maior eficiência, que mede com base na área útil de armazenagem por área total. “Hoje chegamos a uma eficiência de 90%, enquanto uma média de 70% é considerada boa por vários segmentos.”

A eficiência dos galpões da GLP em Guarulhos está associada à construção das instalações. Desde o piso com resistência de 6 t/m² e exclusivas juntas metálica no stage, o galpão oferece modulação de pilares maiores que 20 metros e grande flexibilidade de área.

A cobertura é feita em estrutura metálica com telhas zipadas e isolamento face felt, a iluminação natural 3% e o edifício inteiro vem com sprinklers categoria J4 (modelos HL22 ou K22). Mais importante ainda é o pé-direito de 12 metros livres, o bastante para permitir até seis alturas de armazenagem.

Os mezaninos são construídos sob medida, por solicitação formal e em quantidade necessária, evitando pagamento de locação de área não utilizada e aumentando a eficiência de estocagem. Eles são entregues no sistema Core & Shell em estrutura metálica com piso de concreto polido, sobrecarga de 300 kg/m² e guarda-corpo com 1,10 m de altura.

O prazo de entrega é estimado em 90 dias depois da formalização. O acabamento e as instalações são por conta do cliente.

Além da gigantesca estrutura física que oferece aos seus clientes, a GLP constrói seus terminais com uma grande estrutura de segurança, para assegurar a máxima tranquilidade aos seus inquilinos. Este é um aspecto fundamental na hora de fechar novos contratos, especialmente aqueles ligados a grandes players, que sempre dão preferência a fornecedores globais, para usufruir de serviços já oferecidos em outros países.
Dentro da área de concentração dos galpões destinados aos transportadores de carga e operadores logísticos, a GLP instala

Tags: