Nova picape Fiat Toro tem versões de propulsão flex e diesel

27/07/2016 às 11:14 - Atualizado em 22/09/2016 às 4:07

Nova picape Fiat Toro tem versões de propulsão flex e diesel

Nova picape Fiat Toro tem versões de propulsão flex e diesel, configuração 4×4, caçamba para 1.000 quilos e cargas de até 2 m e 1.200 litros

Matéria da Revista Edição nº128, no ano de 2016

Resultado do costumeiro pioneirismo da Fiat na concepção de veículos com novidades jamais vistas, a montadora apresentou a Toro, uma picape média, para brigar em uma nova categoria. Com preços de R$ 76,5 mil até R$ 116,5 mil a versão top 4×4 diesel. A nova picape chega cobrindo todas as possibilidades dos potenciais usuários.

Todos os departamentos envolvidos no desenvolvimento do veículo parecem ter recebido um pedido claro: projetar um carro que incluísse na sua área soluções totalmente diferentes das usuais. A partir daí surgiu um design que mistura o conforto dos sedans médios, com um interior para cinco passageiros e uma caçamba cheia de recursos, que além dos mil quilos de capacidade em peso, acomoda 1.200 litros em volume. A montadora arrisca um nome de batismo complexo: SUP – Sport Utility Pick-up. 

Detalhes cuidam de aprimorar as boas idéias: o bagageiro, por exemplo, deixou o teto para se acomodar sobre a cobertura da caçamba e colaborando assim para a economia de combustível, ao contrário do que ocorre tradicionalmente.

Mais novidades? Para livrar o usuário do inferno que é entrar num carro estacionado horas sob sol escaldante, o controle remoto das portas também dá ignição ao motor e ao ar condicionado em uma distância de até 50 metros. Todavia, as portas só são destravadas quando o controle é acionado no máximo a 1,5 metro de distância do carro.

Carlos Eugenio, novo diretor Comercial da Fiat Brasil, mineiramente explica o porquê do desenvolvimento de tantas soluções inéditas ao mesmo tempo: “Perguntei aos lideres de setor quem disse que uma picape tinha que ser feia, quem disse que não podia ser confortável como um sedã, quem disse que não poderia ter uma suspensão impecável e tudo mais. E eles provaram que esses são mitos”, comemora.

A Toro é a primeira a exibir uma suspensão multilink no país com todas as rodas independentes e com resposta diferente para cada situação, dependendo da carga que transporta e a topografia do terreno, proporcionando estabilidade e conforto aos ocupantes.

Com opções variadas, desde a flex até a diesel, com câmbios de seis (manual) e nove marchas (automático), destaque do utilitário é a caçamba muito mais acessível graças a porta de duas folhas, com deslocamento pantográfico das lanternas e o suporte da extensão, que serve de acabamento interno das portas. Com isso o comprimento total da caçamba pode chegar até dois metros. Interessante é que por isso o carro tem três placas.

Num momento de recrudescimento do roubo de carga, especialmente de encomendas de equipamentos leves de telefonia e informática, a picape se enquadra no que se está chamando de transporte dissimulado, meio alternativo para movimentação de itens de grande valor, sem chamar atenção dos larápios de plantão.